Randolfe sobre CPI: “Foram seis meses de bacalhau do Omar”

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) revelou informações dos bastidores durante os trabalhos realizados no âmbito da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. As revelações foram feitas no quadro Achismos do canal de Youtube de Maurício Meirelles.

O parlamentar contou sobre os encontros do grupo majoritário da CPI, o chamado G7, no apartamento funcional do presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM). De acordo com ele, as reuniões aconteciam às segundas-feiras sempre com o anfitrião oferecendo bacalhoada aos colegas. O encontro servia para definir a estratégia da semana.

– A primeira segunda foi bacana [o bacalhau], na segunda continuou bacana, na terceira segunda-feira… Na quarta segunda… Foram três meses de bacalhau do Omar, até que a gente prorrogou a CPI e teve mais seis meses de bacalhau – contou o senador.

– Ele vai assistir isso e vai me proibir de ir a casa dele – completou.

O político revelou também que acontecem festas na casa do senador Romário, mas que ele nunca compareceu.

– Romário é muito bacana, faz festas na casa dele, mas ainda não fui – afirmou o líder da oposição no Senado.