“Vai tomar no c…, PT e PSol”, diz Carlos Bolsonaro em grupo de vereadores

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

O vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSC) trocou o celular e estreou o número novo no grupo de WhatsApp da Câmara de Vereadores com uma mensagem repleta de palavrões dirigidas aos partidos de esquerda. 

“Vtnc, PT e piçóu (Vai tomar no c…, PT e PSol). Vamos avançar seus merdas”, escreveu o filho do presidente Jair Bolsonaro no grupo, que reúne parlamentares de todos os partidos da casa legislativa. A informação é do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, que exibiu os prints das conversas. 

Alguns parlamentares protestaram e o vereador Reimont (PT) sugeriu que Carlos enviasse aquela mensagem ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Foi Moraes quem autorizou a ação da Polícia Federal contra apoiadores do presidente suspeitos de disparar fake news e ameaças à Corte pelas redes sociais.

“Manda para a sua mãe, reimont”, respondeu ao petista Carlos, que ainda chamou de “imbecil” Renato Cinco.