Timberland, Vans e outras 16 marcas suspendem compra de couro brasileiro

O Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil enviou uma carta a Ricardo Salles anunciando que 18 marcas internacionais, como Timberland, Vans e Kipling, suspenderam a compra de couro brasileiro, informa a Folha.

A razão, segundo o presidente do centro, José Fernando Bello, é a associação que foi feita entre as queimadas na região amazônica com o agronegócio no país.

“Recentemente, recebemos com muita preocupação o comunicado de suspensão de compras de couros a partir do Brasil de alguns dos principais importadores mundiais. Este cancelamento foi justificado em função de notícias relacionando queimadas na região amazônica ao agronegócio do país.”

As marcas que solicitaram a suspensão são geridas pela VF Corporation e são: Timberland, Dickies, Kipling, Vans, Kodiak, Terra, Walls, Workrite, Eagle Creek, Eastpack, JanSport, The North Face, Napapijri, Bulwark, Altra, Icebreaker, Smartwoll e Horace Small.

Queimadas na Amazônia: o que a imprensa fala, e o que é verdade. LEIA AQUI
você pode gostar também