“Tem que impor”, diz Bolsonaro sobre escolas cívico-militares

Em cerimônia no Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro defendeu hoje a criação de escolas cívico-militares no país.

“Temos aqui a presença do nosso governador do Distrito Federal, Ibaneis [Rocha]. Parabéns ao governador por essa proposta. Vi que alguns bairros tiveram votação e não aceitaram. Me desculpe, não tem que aceitar, não. Tem que impor”, afirmou Bolsonaro.

“Se aquela garotada está na quinta série, na nona séria, e na prova do Pisa não sabe uma regra de três simples, não sabe interpretar um texto, não responde a uma pergunta básica de ciências, não tem que perguntar para o pai, irresponsável nesta questão, se ele quer ou não uma escola, de certa forma, com militarização. Tem que impor, tem que mudar.”

Bolsonaro disse ainda:

“Não queremos que essa garotada cresça e, no futuro, seja dependente até morrer de programas sociais do governo.”

“O momento é crucial, e o resultado do jogo pode ser determinante para o futuro de investigações como a Lava Jato…” CONFIRA AGORA
você pode gostar também