Segundo especialista, Movimentos de Direita determinarão uma eventual vitória de Bolsonaro em 2018

Segundo especialista, Movimentos de Direita determinarão uma eventual vitória de Bolsonaro em 2018

Autor do livro Do Clique à Urna: Internet, Redes Sociais e Eleições no Brasil, Jamil Marques também considera que, com uma boa estratégia de comunicação, Bolsonaro pode compensar em parte a falta

Leia tudo

Autor do livro Do Clique à Urna:
Internet, Redes Sociais e Eleições no Brasil
, Jamil Marques
também considera que, com uma boa estratégia de comunicação, Bolsonaro pode
compensar em parte a falta de tempo de TV. Além disso, nota ele, é comum que o
conteúdo que circula nas redes sociais acabe repercutindo nos veículos de
televisão e rádio, chegando a pessoas mais velhas ou em áreas mais remotas,
cujo o uso de internet tende a ser menor.

"A equipe do Bolsonaro precisa
pensar em estratégias para esses jovens de 20 anos que acessam internet e estão
dispostos a repercutir sua campanha, mas também terá que criar material que
chegará ao WhatsApp, aos grupos de família, atingindo pessoas de 40, 50, 60
anos", afirma.

lA
força de Bolsonaro nas redes não viria apenas de ações organizadas por sua
campanha, mas de uma militância engajada em plataformas como o Facebook e o
WhatsApp.Segundo o Datafolha, o eleitor de Bolsonaro é o mais é o que mais
dissemina conteúdo político nessas plataformas. Do total, 93% têm conta no
WhatsApp. Entre eles, 43% disseram disseminar conteúdo ali.

Atualmente há milhares de páginas temáticas com assunto Bolsonaro no país e o assunto nas redes sociais é determinante nesta campanha nas redes sociais.

Há também centenas de movimentos de direita que apoiaram a candidatura do deputado e diariamente difundem a sua imagem, segundo o criador do Movimento Brasil à Direita (o maior movimento online do país), Thiago Turetti, o alcance mensal do total das páginas do Movimento atingem a assustadora marca de 15 milhões de pessoas por mês (acima da revista Isto é), grande parte das publicações são voltadas a temas relativos a vida e opiniões do deputado federal; segundo o fundador do movimento não há nenhum tipo de vinculo com o Bolsonaro e todos são voluntários; além das páginas em Instagram e Facebook, este movimento possui uma monstruosa rede com centenas de grupos de Whatsapp e através de um grupo de liderança eles norteiam informações e traçam estratégias para divulgar informações sobre seu candidato.

Muitos especialistas acreditam que tal mecanismo de marketing virtual seja o tipo mais efetivo nas eleições desta década, inclusive alavancando campanhas do próprio "Obama" e o Donald Trumpo", ambus abusaram da mídia digital em duas respectivas campanhas.

Segundo o especialista, se Bolsonaro chegar a se eleger, grande parte deste mérito será de suas redes sociais.