Santos pode voltar atrás em decisão e define até salário limite para ter Robinho em 2018

Santos pode voltar atrás em decisão e define até salário limite para ter Robinho em 2018

Assim que foi eleito presidente do Santos, José Carlos Peres afirmou que não pretendia ir atrás de Robinho se o atacante seguisse condenado por violência sexual na Itália. Apesar da postura inicial,

Leia tudo

Assim que foi eleito presidente do Santos, José Carlos Peres afirmou que não pretendia ir atrás de Robinho se o atacante seguisse condenado por violência sexual na Itália. Apesar da postura inicial, o mandatário tem o sonho de contar com o ídolo na temporada. O camisa 7 não irá renovar seu contrato com o Atlético-MG, que termina no próximo domingo. Porém, ele ainda está longe de acertar seu retorno ao Alvinegro da Vila.

Mesmo com a vontade de contratar Robinho, Peres mostrou preocupação com a marca do Santos e quer analisar a defesa do atacante na Itália antes de intensificar as tratativas. Além disso, o novo mandatário pretende oferecer o salário máximo de R$ 400 mil para o craque.

Marisa Alija, advogada e representante do atacante, ficou chateada com as declarações de Peres sobre a condenação na Itália. Ela acreditava que o clube poderia apoiá-lo no momento difícil e não está vendo com bons olhos o interesse santista. Porém, um possível negócio não está descartado.

Apesar do contrato terminando com o Galo, Robinho não pressa para definir seu futuro e só deve tomar uma decisão em janeiro. Alguns clubes dos Estados Unidos e até mesmo do Brasil já demonstraram interesse em contar com o Rei das Pedaladas em 2018.
(Crédito da imagem: Bruno Cantini/Atlético MG)