Roger cita 2017 e destaca mudança de estratégia após abrir o marcador

Roger cita 2017 e destaca mudança de estratégia após abrir o marcador

Contratado para comandar o Palmeiras em 2018, Roger Machado estudou a decepcionante temporada do time alviverde em 2017. Após a vitória sobre o Santos, alcançada no domingo, o técnico citou o ano

Leia tudo

Contratado para comandar o Palmeiras em 2018, Roger Machado estudou a decepcionante temporada do time alviverde em 2017. Após a vitória sobre o Santos, alcançada no domingo, o técnico citou o ano passado e destacou a mudança de estratégia de sua equipe durante o jogo no Palestra Itália.
O Palmeiras inaugurou o marcador logo no começo do primeiro tempo com um gol do zagueiro Antônio Carlos e ampliou a vantagem no início da etapa complementar por meio do centroavante Miguel Borja. Assim, o time alviverde se livrou da responsabilidade de propor o jogo.

“Conseguimos imprimir, principalmente no começo dos dois tempos, um ritmo muito forte, com marcação alta. Depois do placar aberto, talvez esse tenha sido o jogo em que tivemos menos posse de bola”, observou o técnico, já que seu time, mesmo em casa, teve menos posse do que o Santos (49% a 51%).

Em 2017, a despeito de contar com um elenco estrelado, o Palmeiras fracassou em todos os campeonatos que disputou sob o comando de Eduardo Baptista, Cuca e Alberto Valentim. Baseado no que observou da equipe do ano passado, Roger Machado traçou objetivos para 2018.

“Uma das questões que salientei com os atletas desde que cheguei é que no ano passado o Palmeiras sofria muito perigo de gol quando estava empatando ou vencendo. Pela característica ofensiva e pela cultura do clube, fazia o primeiro gol, continuava pressionando e cedia espaços ao adversário”, afirmou o técnico.

Durante o segundo tempo do confronto disputado no último domingo, o Santos chegou a diminuir a diferença com um gol de cabeça marcado pelo experiente meio-campista Renato. Ainda assim, o Palmeiras conseguiu administrar a vitória sem correr grandes sustos.

“Quando você marca alto e consegue seu gol, pode em alguns momentos mudar a estratégia e oferecer um pouco mais de campo ao adversário para explorar os contra-ataques. A estratégia do jogo se molda de acordo com o que o adversário oferece”, ensinou Roger Machado.
- Fonte: Gazeta Esportiva