Pressão, gols de Borja e time repetido: o treino do Palmeiras desta sexta

Pressão, gols de Borja e time repetido: o treino do Palmeiras desta sexta

Uma tarde de sexta-feira movimentada na Academia de Futebol. Com quase todo elenco à disposição, Roger Machado promoveu um trabalho intenso e deu indícios do time que deve entrar em campo no domingo

Leia tudo

Uma tarde de sexta-feira movimentada na Academia de Futebol. Com quase todo elenco à disposição, Roger Machado promoveu um trabalho intenso e deu indícios do time que deve entrar em campo no domingo para enfrentar o Santos, na arena do Verdão.
Mais cedo, em entrevista coletiva, Roger disse já ter definido a formação titular, mas não antecipou a escalação. Os palmeirenses voltam aos trabalhos na Academia na manhã deste sábado.

Bola na rede

Antes de separar as equipes, o treinador comandou uma atividade de finalização após cruzamentos em cobranças de falta e escanteio. Posicionado dentro da grande área, ele orientou os atletas nos passes e comentou a participação ofensiva.

O atacante Miguel Borja e o lateral-direito Fabiano tiveram bom aproveitamento nos gols marcados. O volante Thiago Santos, que fez dois gols contra o RB Brasil, na semana passada, fez um gol de letra.

Time titular

Os atletas que começaram o trabalho com colete vermelho fazem parte da base titular palmeirense. Assim, a expectativa é que a equipe que enfrentou o Bragantino seja mantida, com o retorno de Victor Luis.

Em entrevista coletiva, Roger afirmou que a estratégia para o clássico será definida somente no sábado. Mas a tendência é que o time entre em campo com: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo; Willian, Tchê Tchê, Lucas Lima e Dudu; Borja.

"Pressiona, pressiona"

Na última parte do trabalho, uma atividade intensa que exigiu bastante dos atletas. Quase sempre em campo reduzido, a equipe que defendia tinha como objetivo trocar passes e manter a posse de bola dentro de um espaço estabelecido.

Quando a bola saía dessa área, Roger iniciava uma movimentação ofensiva com a equipe adversária, que tinha três gols como opção para finalizar.

A todo o momento, o treinador do Palmeiras pediu para que os atletas pressionassem a marcação da equipe rival. Miguel Borja também se mostrou atento ao trabalho defensivo

Ausências

Além de Diogo Barbosa, Jean e Deyverson, que estão no departamento médico, o Verdão não teve em campo nesta sexta-feira o zagueiro Edu Dracena e o meio-campista Moisés. A dupla permaneceu no centro de excelência para um trabalho físico.

Dos que se recuperam de lesão, Diogo Barbosa deve ter mais uma semana fora dos trabalhos em campo. Já Deyverson e Jean, que passaram por cirurgia, serão desfalques por mais tempo: o atacante tem prazo de retorno em até seis semanas, e o volante só deve retornar em maio.
 - Fonte: Globoesporte.com