PRB troca presidente estadual para se desvincular da Igreja Universal

Segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo, o PRB estaria fazendo algumas mudanças internas para descolar sua imagem da Igreja Universal do Reino de Deus, ligação que teria prejudicado nos resultados das últimas eleições.

O primeiro passo tomado pelo partido político será a troca da presidência estadual de SP, a sigla vai tirar o deputado federal Vinicius Carvalho, ligado à IURD, para colocar Marcos Cintra, ex-secretário municipal do Desenvolvimento Econômico e do Trabalho de Gilberto Kassab (PSD).

Quem confirmou estas informações ao Estadão foi o próprio Cintra que comentou sobre a intenção de tirar a característica religiosa do partido. “Acho importante contribuir para tirar essa característica religiosa do partido. É algo que ele não deve ter, não pode ter. Um partido, para chegar a ser de porte médio ou grande, precisa ser laico, capaz de absorver todas denominações e ao mesmo tempo não ser dominado por nenhuma”.

Todo este trabalho é para impedir que os problemas gerados na candidatura de Celso Russomanno não sejam repetidos. “Lembro que na campanha do Russomanno a imagem era de um partido evangélico, mais especificamente da Igreja Universal. Eu acho que o desafio é exatamente desfazer essa imagem: mostrar que ele é laico e moderno”, afirma Cintra.

Apesar dessa troca em São Paulo o PRB continuará sendo liderado por Marcos Pereira, bispo licenciado da Igreja Universal, e na capital paulista Aildo Rodrigues, também membro da IURD, continuará no posto.

O ex-secretário de Kassab afirma que já há planos para as eleições de 2014, ele afirma que o PRB pretende ampliar a bancada da legenda na Câmara de 10 para 25 deputados federais. Nas eleições estaduais Russomanno ainda não definiu se irá se candidatar ou buscará apoio do PT ou PSDB para esta candidatura.