Porta dos Fundos: acusado de atacar a produtora é expulso do PSL

O economista e empresário Eduardo Fauzi, acusado de ter participado do ataque à sede da produtora Porta dos Fundos, foi expulso hoje (6) do PSL, partido ao qual era filiado desde 2011.

Através das imagens obtidas pelas câmeras de segurança do local, a Polícia Civil identificou Fauzi como um dos homens que jogou coquetéis molotov contra a sede da produtora. 

No dia 30 de dezembro, Fauzi embarcou para Moscou na Rússia, onde sua esposa e filho moram. Em entrevista ao “Projeto Colabora”, Fauzi assumiu a autoria do ataque e declarou que soube com antecedência sobre a expedição de um mandado de prisão contra ele. Ele é considerado foragido.

Questionado sobre os objetivos do ataque, Fauzi disse que agiu apenas por motivação política. Entretanto, durante entrevista, ele demonstrou insatisfação com o especial de Natal do Porta dos Fundos (“A primeira tentação de Cristo”), na qual Jesus Cristo foi retratado como homossexual.