PM envolvido no caso Marielle confirma à PF propina a delegacia do Rio

Suspeito de integrar uma organização criminosa que teria tentado atrapalhar as investigações sobre a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes, o policial militar Rodrigo Jorge Ferreira confirmou, em depoimento à PF, que levava dinheiro de suborno a policiais da Delegacia de Homicídios da Capital, no Rio, a mando do miliciano Orlando Oliveira de Araújo, o Orlando Curicica, informa o Uol.

“Porque como eu relatei antes, quando o Ricardo era vivo, eu levava dinheiro lá [na Delegacia de Homicídios]. Eu não me sentia seguro de ir lá.” O homem citado é o policial militar José Ricardo Silva, integrante da milícia de Curicica, morto no ano passado.

VINGANÇA EM FAMÍLIA E NOVAS REVELAÇÕES PARA A LAVA JATO. Leia aqui
você pode gostar também