Palmeiras sente falta de Felipe Melo, mas vira ao 'estilo Thiago Santos'

Palmeiras sente falta de Felipe Melo, mas vira ao 'estilo Thiago Santos'

Os jogadores do Palmeiras repetiram na saída do Allianz Parque que o time não teve boa atuação, mas a luta e disposição foram premiadas com a virada sobre o Red Bull já no fim. Com o estilo brigador

Leia tudo

Os jogadores do Palmeiras repetiram na saída do Allianz Parque que o time não teve boa atuação, mas a luta e disposição foram premiadas com a virada sobre o Red Bull já no fim. Com o estilo brigador do artilheiro improvável da noite, Thiago Santos, o Verdão passou por cima das dificuldades que apareceram em maior número no jogo da terceira rodada do Campeonato Paulista.
Roger teve de poupar Marcos Rocha, Felipe Melo e Willian por conta do desgaste. Os três fizeram falta, mas a ausência do meio-campista foi a mais sentida, já que dos pés dele a construção de jogadas a partir da defesa é um ponto forte, tanto em bolas longas quanto em passes que "quebram linhas".

Sem o camisa 30, o Palmeiras não teve isto com Thiago Santos, um dos melhores marcadores do elenco. No primeiro tempo, o Red Bull deu espaço propositadamente ao volante quando o Verdão tinha a bola, mas encaixotava os articuladores Lucas Lima, Tchê Tchê e Dudu. Assim, a equipe de Roger rodava a bola no ataque, mas sem criar oportunidades.

O empate veio da cabeça de Thiago Santos, em falta de Lucas Lima, para salvar um primeiro tempo abaixo do esperado no Palmeiras. Após o intervalo, mesmo sem substituições, a postura da equipe mudou e as chances aumentaram. O volante também começou a se aproveitar do espaço deixado pelos visitantes e teve a primeira chance de virar, de cabeça. A finalização saiu por cima do gol.

Enquanto Lucas Lima ditava o ritmo, Dudu sofria faltas próximas à área e Borja tinha dificuldade para participar do jogo, Thiago Santos foi ganhando importância. Foi nele, por exemplo, a falta que gerou a expulsão de Rodrigo Andrade, minutos depois de o meia perder um pênalti. 

Nos minutos finais, já na pressão, o time conseguiu a virada em uma jogada de abafa: cruzamento de Thiago Martins, Antônio Carlos passou da bola e Thiago Santos entrou livre, como centroavante, para virar. Uma atuação em que o Palmeiras não empolgou, mas com mérito também ao adversário, que com uma equipe experiente vendeu caro o resultado.

Único time com 100% de aproveitamento no Paulista, o Palmeiras sentiu a ausência de Felipe Melo para praticar o mesmo jogo das últimas duas rodadas, mas mostrou que também sabe brigar. Como Thiago Santos, que se não tem as mesmas características do atual titular, é muito útil para a sequência da temporada no Verdão.
- Fonte: LANCE!Net