“Não tenho dúvidas de que o combate à criminalidade é de interesse público”

Em sessão do TCU, o ministro Augusto Sherman, ao abrir divergência à decisão de Vital do Rêgo de suspender imediatamente a propaganda do pacote anticrime, diz entender plausível que o governo faça uma propaganda sobre tal projeto.

Segundo ele, a campanha atende a “objetivos sociais e de interesse público”.

“Não tenho dúvidas de que o combate à criminalidade é de interesse público.”

Sherman lembra que o Brasil tem mais de 60 mil homicídios por ano.

“Ninguém tem segurança para andar nas ruas hoje no Brasil.”

Exclusivo: os pagamentos de bancos e outros gigantes a Lula e a campanhas do PT, segundo Palocci. CONFIRA