Na lista vermelha da Interpol, acusado de atacar Porta dos Fundos publica vídeo e comemora censura

O economista e empresário Eduardo Fauzi, de 41 anos, acusado de participar do ataque à produtora do Porta dos Fundos, comemorou hoje (9) a decisão do desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) de censurar o “Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo”.

Em um vídeo nas redes sociais, Fauzi, que está foragido da Justiça brasileira e está na lista vermelha da Interpol pela suspeita do crime, diz que a decisão de Abicair é “uma vitória de todo povo brasileiro”.

Fauzi parabeniza a Justiça, a Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura, que entrou com o pedido no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) para que o especial do Porta fosse retirado do ar, e a “todo mundo que rezou, que militou, que batalhou”.