Marina e Campos se encontram com 2 mil pastores assembleianos

Na última segunda-feira (4) o candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, esteve reunido com 2.000 pastores da Assembleia de Deus em São Paulo.

O encontro, de acordo com a Folha de São Paulo, serviu para que Marina Silva, candidata à vice-presidência pelo PSB, apresentasse os líderes da denominação que frequenta ao seu colega de partido.

Ainda segundo o jornal Marina seria a responsável por fazer essa interlocução entre evangélicos e Campos na luta pelo voto desse grupo de pessoas que representa 22% da população brasileira.

Antes de conversarem com Eduardo Campos e Marina de Oliveira, os pastores que estavam na sede da AD Belém, no bairro do Belenzinho, zona Leste da capital paulista, os pastores falaram com o também candidato à Presidência Pastor Everaldo Pereira (PSC).

Os três políticos chegaram a se encontrar no saguão da igreja, quando Everaldo estava saindo e Eduardo e Marina estavam chegando.

Vale lembrar que Eduardo Campos se encontrou com o líder da AD Belém, o pastor José Wellington Bezerra da Costa no começo de julho. Cumprindo com a agenda em São Paulo, Campos fez questão de se reunir com José Wellington, que também é presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB).

O encontro dessa semana teve um envolvimento maior por estarem os principais pastores do ministério, homens que lideram grandes templos na capital paulista e na Grande São Paulo.

O voto dos evangélicos será disputado entre os candidatos, tanto que três dos quatro presidenciáveis com maior quantidade de intenção de votos estão criando estratégias específicas para conquistar estes eleitores: Dilma Rousseff (PT), Eduardo Campos (PSB) e Pastor Everaldo (PSC).