Marcos Rocha vibra com posição no Palmeiras e nega ser bom só no ataque

Marcos Rocha vibra com posição no Palmeiras e nega ser bom só no ataque

Marcos Rocha foi um dos reforços contratados pelo Palmeiras, para a temporada de 2018. Indicação de Roger Machado, com quem trabalhou no Atlético-MG. Em Belo Horizonte, foi destaque por alguns anos e

Leia tudo

Marcos Rocha foi um dos reforços contratados pelo Palmeiras, para a temporada de 2018. Indicação de Roger Machado, com quem trabalhou no Atlético-MG. Em Belo Horizonte, foi destaque por alguns anos e campeão da Libertadores e Copa do Brasil, como titular absoluto. Em 2017, não teve a mesma eficiência, mas recebeu o crédito do treinador palmeirense. Em entrevista exclusiva ao blog, Marcos Rocha se considera um marcador tão bom, quanto apoiador, e comemora a chance de vestir a camisa do Verdão. Confira.

Você tem um rótulo de ser não tão bom na parte defensiva como no setor ofensivo. Esse tipo de análise te incomoda?

Ah, eu não concordo. Hoje, pela experiência, já consigo apoiar bem e defender também. É só pegarem meus números de desarmes. Eu sou um dos jogadores que mais rouba a bola, durante as partidas. Mas, como você disse, já colocaram um rótulo, que fique por parte da imprensa. Eu, dentro de campo, tenho a consciência que na parte defensiva e ofensiva, eu venho fazendo um grande trabalho.

Você vem de um elenco forte no Atlético-MG e encontrou o mesmo no Palmeiras. Te surpreenderam cinco vitórias em cinco jogos ou estão dentro do esperado pela qualidade técnica?

Pela qualidade, acho que pelo trabalho que está sendo apresentado. Adaptação de todos ao estilo do Roger. Isso está facilitando nosso trabalho. Então, é só agradecer mesmo ao Palmeiras pela oportunidade de ter chegado ao clube num elenco tão qualificado. Isso só favorece para que a gente possa dentro de campo fazer o nosso melhor e buscar sempre a vitória.

O jogo contra o Santos foi o teu melhor pelo Palmeiras?

Acho que para toda a equipe, né. A gente vem trabalhando, evoluindo a cada dia, parte física, e você vai encontrando a parte técnica com o decorrer dos jogos, o entrosamento com a equipe. Então, acho que está todo mundo de parabéns pela dedicação, pela vitória e eu vou tentando evoluir a cada partida. Joguei quatro jogos e estou bastante feliz pelo que eu venho apresentando.

Revelado pelo Atlético-MG, Marcos Rocha foi emprestado ao América-MG e teve bons desempenhos em 2010 e 2011. No Galo, foi titular em 2009 e de 2012 a 2017, com 299 partidas e 13 gols marcados.

No Palmeiras, tem contrato até dezembro, em uma troca por Róger Guedes.
 - Fonte: Blog do Praetzel