Marco Feliciano critica aproximação de Marina Silva com Romário

Nesta segunda-feira (4) o deputado federal Pastor Marco Feliciano (PSC), candidato a reeleição por São Paulo, criticou a proximidade entre Marina Silva e Romário, candidato ao Senado pelo Estado do Rio de Janeiro.

A candidata à vice-presidente na chapa de Eduardo Campos esteve no Rio de Janeiro para cumprir compromissos ao lado do ex-jogador. Para Feliciano a proximidade entre Marina e Romário demonstra um desrespeito aos valores cristãos, já que Romário é a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo e do direito da mulher decidir se deve ou não manter a gravidez.

Em entrevista Romário afirmou que as pessoas tem o direito de ser feliz. “Se as pessoas se casam e são felizes, independente do sexo, é o que vale”, disse Romário. O ex-jogador também disse que as mulheres devem ter o direito de decidir se devem manter ou não a gravidez.

“Eu acho o seguinte: você que é mãe, ter o direito de poder tirar ou não, eu sou a favor disso”, disse. Porém, Romário afirma que não tiraria a criança. “O outro (aborto) não. O aborto eu sou contra. Em casos de estupro, sou 100% a favor. Agora, por exemplo, eu tive uma filha que tem Síndrome de Down. Pô, eu vou abortar por quê? Claro que não”, justificou.

Para Marco Feliciano o fato de Marina Silva fechar coligação com alguém como Romário, com valores totalmente diferentes dos cristãos, demonstra que ela despreza seus próprios valores.

“Já fiz diversas críticas a postura da Marina e a forma como ela se comporta, mesmo se dizendo evangélica – se é que um dia foi. Marina tentou vender a imagem de boa crente, mas pecou em suas próprias ações”, escreveu o parlamentar.

Feliciano também lembrou que Romário já elogiou o trabalho do ativista gay Jean Wyllys, um dos principais algozes do parlamentar evangélico na Câmara dos Deputados. “O deputado já elogiou o ex-bbb por seu “trabalho” e afirmou que ‘se as pessoas se casam e são felizes, independente do sexo, é o que vale’”, lembrou.