Luis Miranda pode ser preso por falsa acusação contra Bolsonaro

Nesta terça-feira (20), a Polícia Federal entrou com pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o deputado Luis Miranda por possíveis denúncias difamatórias contra o presidente Jair Bolsonaro. Se a investigação determinar que o congressista foi condenado, Miranda pode pegar uma pena de prisão de 2 a 8 anos.

A ação foi encaminhada originalmente à Justiça pelo ministro do Centro Comunitário, Luiz Eduardo Ramos. O ministro da Justiça, Anderson Torres, por sua vez, acatou o pedido de Ramos e o encaminhou ao Supremo Tribunal Federal.

Luis Miranda acusa Bolsonaro de ter falhado no caso Covaxin. Ele e seu irmão, o servidor do ministério da saúde Luis Ricardo Miranda, afirmam que se reuniram com o Bolsonaro em março deste ano para relatar supostas irregularidades no contrato de compra de vacinas do laboratório indiano Bharat Biotech, mas o presidente não tomou nenhuma providência, o que constitui uma transgressão.