Lei Geral da Copa é adiada mais uma vez com ajuda da Frente Parlamentar Evangélica

Mais uma vez a Câmara dos Deputados adiou a votação da Lei Geral da Copa que estava para acontecer na quarta-feira (21), pois tanto a base governista como a Frente Parlamentar Evangélica articularam a obstrução da pauta, impedindo que o projeto fosse votado.

Os parlamentares evangélicos alegam que são contra a venda de bebidas alcoólicas nos estádios onde irão acontecer os jogos. Em entrevista para o The Cristhian Post o deputado federal Marco Feliciano explica a atitude tomada pela Frente Evangélica: “Temos consciência de que a maior de todas as drogas, e também a pior, é sem dúvida alguma o álcool”.

O desejo da bancada evangélica é que esse projeto não seja levado para a instância estadual. “Como está em nossas mãos (parlamento) decidir se haverá ou não a venda de bebida alcoólica nos estádios durante a COPA de 2014, não seremos omissos a este assunto. Somos contra!”, disse Marco Feliciano.

A FIFA pede que os estádios que sediarão a COPA de 2014 estejam autorizados a vender bebidas alcoólicas, em sete dos 12 estados que receberão os jogos a venda de bebidas é proibida.

Além da bancada evangélica a base governista também está contra a votação desse projeto porque suas reivindicações não estão sendo atendidas pelo governo.