Justiça suspende lista da OAB para desembargador em Brasília

A Justiça Federal suspendeu a escolha do novo desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Segundo a advogada Mariana Silveira, autora da ação judicial, houve “flagrante ilegalidade” na composição da lista sêxtupla.

A escolha para desembargador é definida a partir de uma lista de seis candidatos formulada pela OAB do DF. Neste caso, a presença de Christianne Dias Ferreira entre os indicados é questionada porque ela é diretora-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA).

Em 2017, Michel Temer a indicou para a função. De acordo com o pedido de Silveira, Christianne estaria impedida de concorrer à vaga de desembargadora por ocupar o cargo e estar licenciada por mais de dois anos dos trabalhos da advocacia.

Tanto a candidata quanto a OAB tem 72 horas para se manifestarem sobre o caso.

VINGANÇA EM FAMÍLIA E NOVAS REVELAÇÕES PARA A LAVA JATO. Leia aqui
você pode gostar também