Juiz barra soltura de Renato Duque

Em decisão sobre o pedido de soltura de Renato Duque, o juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba, destacou uma ordem de prisão preventiva ainda em vigor contra o ex-diretor da Petrobras.

A defesa de Duque pedia a liberdade com base no entendimento do STF que decretou o fim a prisão após condenação em segunda instância.

O juiz, no entanto, relembrou que Duque teve uma prisão preventiva decretada em 2015 pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro e mandou o Ministério Público Federal se manifestar sobre o caso com urgência.

Ao contrário de Lula e de José Dirceu, Duque terá de esperar um pouco mais na cadeia.