Governo instala gabinete para acompanhar preço do petróleo

Jair Bolsonaro criou um gabinete ministerial para acompanhar as oscilações internacionais no preço do barril de petróleo após os ataques às refinarias na Arábia Saudita, registra a Folha.

A estrutura funcionará no Ministério de Minas e Energia e, segundo Otávio Rêgo Barros, porta-voz da Presidência, discutirá planos de ação para evitar que a turbulência mundial eleve o preço dos combustíveis no Brasil.

Na segunda, em entrevista, Bolsonaro disse que a Petrobras irá segurar o reajuste no preço da gasolina e no diesel.

Segundo o presidente, Roberto Castello Branco, que preside a estatal, disse que, “como é algo atípico e a principio tem um fim para acabar, ele não deve mexer no preço”.

Sergio Moro já estuda, reservadamente, o melhor momento para deixar o cargo. CONFIRA