Gilmar Mendes e a prisão em quarta instância

Gilmar Mendes votou a favor da prisão em segunda instância.

Agora ele mudou de opinião e não aceita nem mesmo a prisão em terceira instância, a ser decretada depois do julgamento no STJ.

Ele disse à BBC Brasil:

“Eu estou avaliando essa posição. Mas na verdade talvez reavalie de maneira plena para reconhecer (a possibilidade de prisão apenas depois de) o trânsito em julgado.”

Se isso passar, todos os presos da Lava Jato serão soltos. Todos.

Faça de conta que a Lava Jato não existiu. É isso que os inimigos da operação querem. Leia mais