fenômenos curiosos que acontecem em nosso planeta

fenômenos curiosos que acontecem em nosso planeta

O planeta em que nós vivemos é estranho. Mais estranho do que podemos imaginar! A Terra é cheia de mistérios e fenômenos fantásticas, nos fazendo acreditar nos poderes mágicos da Mãe Natureza. À

Leia tudo

O planeta em que nós vivemos é estranho. Mais estranho do que podemos imaginar! A Terra é cheia de mistérios e fenômenos fantásticas, nos fazendo acreditar nos poderes mágicos da Mãe Natureza. À vezes, esses fenômenos são lindos, outras vezes, apenas olhar para eles nos faz arrepiar.

Nós do Você Sabia ficamos abobalhados com algumas das imagens que nós encontramos, e gostaríamos de compartilhá-las com você.

 O misterioso vazamento na China em 2013

Era noite na China em 2013. De repente, algo estranho e mal cheiroso começou a vazar no meio da rua! Após um tempo, o vazamento começou a retornar para onde veio, através de um pequeno buraco de 1cm no asfalto.
Muitas especulações foram feitas para definir esse vazamento, mas nenhuma foi confirmada. O governo enviou um anúncio oficial de que o vazamento foi acidental, proveniente de uma construção de metrô próxima, porém, muitos não acreditaram nessa declaração.

O olho do Sahara

Também conhecido como estrutura Richat, ele se parece com um gigante olho aberto, por isso o nome: o Olho do Sahara. Com 40 km de diâmetro, essa erosão circular foi inicialmente interpretada como sendo feita a partir do impacto de um asteroide.

Após diversos estudos, geologistas concluíram que essa estrutura é, na verdade, um domo geológico profundamente erodido e altamente simétrico. O centro do domo consiste de uma brecha de silício de cerca de 30 km.

A Fenda Negra na Trilha do Aro Branco

A Fenda Negra é uma fissure natural no Parque Nacional do Grand Cânion. Dizem por ai que a Trilha do Aro Branco, onde a fissura é localizada, era utilizada por caubóis e mineradores com forma de acesso às camadas inferiores do Grand Cânion. Em 1918, ela foi gerada na trilha por um grupo de boiadeiros, e foi ampliada por mineradores de urânio na década de 50.

A fissura é uma formação natural, e sua aparência intimidadora atrai muitas pessoas. A trilha se tornou um dos locais mais interessantes do parque para os turistas. Se você visitar o local, não esqueça de conferir as falésias baixas do lado direito da trilha durante a volta. Existe uma larga caverna a cerca de 183 metros da trilha, com dois buracos no topo.

Acredita-se que os pedaços de sílex espalhados na frente da caverna são remanescentes da Idade da Pedra. Esses sedimentos não ocorrem naturalmente, e foram usados como ferramentas pelos homens pré-históricos.

O brilho bioluminescente

Essa costa é lindamente iluminada! Esse brilho bioluminescente é localizado em Hong Kong, e é também conhecido como fagulha marinha. Acredita-se que ele foi formado pela poluição das fazendas, o que pode ser devastador para a vida marinha e pescadores locais.

Apesar de aparentemente bonito aos olhos, o brilho é alarmante e necessita de atenção imediata.

As montanhas de arco-íris na China

Se você já se perguntou o que inspira os homens a criarem pinturas, você precisa ver as Montanhas de Arco-Íris da China. Situadas no parque geológico Zhangye Danxia Landform, elas são verdadeiras maravilhas criadas pela natureza.

Declaradas como patrimônio da UNESCO em 2009, as montanhas ganharam essa cor de minerais, óxido de fero, e outras substâncias.

A Floresta Torta

A primeira vista, essa árvores parecem ter saído diretamente de um dos livros do Harry Potter, ou de um conto de fadas.

Plantadas em 1930, elas somam cerca de 400 árvores estranhamente inclinadas para o norte. Ainda é um mistério o motivo pela qual elas se inclinam dessa forma.

Têm se assumido que elas foram inclinadas por alguma intervenção humana, mas a razão para tal jamais será conhecida.

Cataratas de Sangue

A Antártica parece ser o centro de acontecimentos misteriosos! Encontradas em 1911 pelo geologista australiano Griffith Taylor, as Cataratas de Sangue tem essa cor pelo ferro oxidado na água salgada do mar. O processo é o mesmo que todos nós aprendemos na escola: o ferro fica vermelho quando encontra com o oxigênio do ar.

A razão pela cor vermelho-vivo, inicialmente creditada à algas vermelhas, foi posteriormente confirmada como resultado de óxidos de ferro.

A rosa do deserto


O popular cantor Sting não estava errado – rosas do deserto de fato existem! Alando sério, essas rosas são na verdade formações de cristais de gesso ou barita, junto com muitos grãos de areia. Em média, o tamanho dessas rosas de pedra varia entre 1,3 cm e 10 cm de diâmetro. A maior encontrada foi na verdade um emaranhado de rosas de pedra, medindo quase um metro de altura e pesando mais de 450 quilos.

Muito já aconteceu, e muito ainda está por vir. O Planeta Terra nunca eixa de nos surpreender. Você já viu de perto alguma dessas maravilhas? Se sim, compartilhe fotos e sua experiência com a gente!

Posts Relacionados