Ex-goleiro do Palmeiras vê chegada de Weverton como desnecessária e escolhe o seu 'camisa 1'

Ex-goleiro do Palmeiras vê chegada de Weverton como desnecessária e escolhe o seu 'camisa 1'

Titular na campanha rumo ao título paulista de 1993, Sérgio vestiu a camisa de goleiro da Sociedade Esportiva Palmeiras em mais de 300 partidas. O ex-arqueiro, profundo conhecedor da posição, aposta

Leia tudo

Titular na campanha rumo ao título paulista de 1993, Sérgio vestiu a camisa de goleiro da Sociedade Esportiva Palmeiras em mais de 300 partidas. O ex-arqueiro, profundo conhecedor da posição, aposta em Jailson para 2018 e classifica como desnecessária a recente contratação de Weverton.

Com Fernando Prass (39 anos) e Jailson (36) em idade avançada, o clube resolveu trazer um goleiro mais jovem. Embora considere Weverton (30) competente, o experiente Sérgio entende que o Palmeiras não precisava de mais um atleta da posição para 2018.

“Gosto muito do Weverton. É um excelente goleiro, com nível de Seleção Brasileira. Mas o Palmeiras já tem dois do mesmo nível. Com três, vai ter problema para escalar”, alertou Sérgio. “Ele vai ter uma oportunidade e, quem sabe, pode conquistar seu espaço. No Palmeiras, todos os goleiros que jogam bem são reconhecidos”, completou.

Com a contratação de Weverton, o Palmeiras emprestou o jovem Vinícius Silvestre (23) à Ponte Preta até dezembro de 2018. Testemunha da evolução de Marcos, Sérgio acredita que o clube deveria ter confiado em um atleta criado nas categorias de base.

“Com certeza. Essa é a lei do Palmeiras, né?”, questionou o ex-jogador. “Se tem dois goleiros bons na base, tem que colocar um como terceiro para ir aprendendo junto com o grupo. Gosto muito do Weverton, mas, a meu ver, a contratação foi desnecessária”, reiterou.

Em 334 jogos pelo Palmeiras, Sérgio foi campeão paulista (1993 e 1994) e brasileiro (1993 e 1994). Ganhou ainda o Torneio Rio-São Paulo (1993), a Copa Libertadores (1999) e a Copa dos Campeões (2000). Sexto goleiro que mais atuou pelo clube, ele iniciaria 2018 com Jailson como titular.

“Na minha opinião, o Jailson está à frente dos outros dois. Acho que vai ter uma oportunidade agora. Estando de fora, a gente torce para que ele ganhe uma chance. Tomara que consiga deslanchar, porque foi um goleiro que apareceu muito bem pelo Palmeiras”, afirmou Sérgio.