Everson processa Santos por salários atrasados e pede rescisão de contrato

O goleiro já não participou do treino da equipe alvinegra neste domingo, 19, no CT Rei Pelé

O goleiro Everson entrou com processo na Justiça cobrando valores atrasados pelo Santos e pedindo a rescisão de seu contrato. A ação corre em segredo de justiça, e o atleta já não esteve presente no treino da equipe neste domingo, 19, no CT Rei Pelé. O Santos estaria devendo cinco meses de direitos de imagem a Everson, além da redução de 70% do salário em carteira nos últimos três meses, medida que o clube adotou para todos os funcionários que recebem acima de R$ 6 mil por causa da crise financeira gerada pela pandemia do coronavírus.

O clube estaria surpreso com a postura de Everson, pois recentemente havia feito um acordo com o arqueiro para que fossem pagos dois meses de direitos de imagens atrasados e considerava que ele era um dos jogadores que mais compreendia a crise financeira.

Agora, o Santos teme um “efeito manada”, ou seja, que outros jogadores decidam seguir o exemplo de Everson e peçam rescisão. O Santos deve mais de três meses de imagem a praticamente todos os atletas do elenco que recebem dessa forma, além da redução salarial, que não teve acordo por escrito.

O corte foi causa de insatisfação entre os jogadores, pois, primeiramente, o acordo era para que fosse de 35%. No entanto, a diretoria impôs uma redução de 70% e somente avisou no dia do pagamento. Everson é considerado um dos líderes do elenco.

*Com informações do Estadão Conteúdo