cuba

EUA exigem que Cuba reative internet e ‘respeite a voz do povo’

Os Estados Unidos afirmaram nesta terça-feira (13) que Cuba deve respeitar a voz da população local que protestou contra o governo da ilha nos últimos dias. O país também pediu a libertação dos presos nas manifestações e a reativação da internet e de outros meios de comunicação.

A chamada foi feita em uma entrevista coletiva concedida pelo porta-voz do Departamento de Estado dos Estados Unidos, Ned Price, que apoiou a decisão de Havana, que supostamente causou cortes de energia na Internet e atrapalhou o trabalho de jornalistas.

Pedimos aos líderes cubanos que mostrem contenção e os exortamos a respeitar a voz do povo abrindo todos os meios de comunicação – explicou a Price.

O funcionário do governo dos Estados Unidos negou repetidas alegações do presidente cubano Miguel Díaz-Canel de que os Estados Unidos estavam por trás das manifestações e que o embargo de 60 anos do país à ilha foi o principal culpado pela crise econômica, de saúde e social em Território cubano.

As necessidades do povo cubano são grandes, enfatizou o porta-voz, mas Korru pção, má administração, e talvez a própria indiferença do governo aos problemas, sem nenhuma ação de Washington.

Human Rights Watch (HRW) deteve mais de 150 detidos nos protestos de terça-feira Denunciou Cuba e pediu o fim das violações dos direitos humanos na ilha.

Milhares de cubanos saíram às ruas no domingo (11) para protestar contra o governo que clamava pela liberdade! em um dia sem precedentes que resultou em dezenas de prisões e confrontos depois que Díaz-Canel pediu a seus apoiadores que fossem às ruas e confrontassem os manifestantes.

EFE