Empresários pressionam Maia por defesa da Amazônia no Congresso

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, ouviu cobranças de empresários para que a Casa avance com projetos de combate ao desmatamento. Ele se reuniu, por videoconferência, com representantes de bancos privados e do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, que reúne empresas com faturamento equivalente a até 45% do PIB. Maia estuda criar uma comissão para debater a pauta ambiental. Eles vão propor aos líderes da Casa propostas voltadas à proteção da Amazônia e ao desenvolvimento sustentável, além de acordos internacionais, para ver o que encontra consenso.

Um dos participantes do encontro foi o ex-governador do Espírito Santo e atual presidente executivo da Indústria Brasileira de Árvores, Paulo Hartung. Ele apontou uma das ideias que foram discutidas. Depois, Maia se reuniu com deputados da bancada ambientalista e do agronegócio. O presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara, Rodrigo Agostinho (PSB) considera urgente avançar com a pauta. Um dos projetos discutidos foi o que trata da regularização fundiária. O tema foi alvo de uma medida provisória, no primeiro semestre, que caducou por falta de consenso no Congresso. Agora, uma versão mais branda da proposta pode ser votada. O autor, deputado Zé Silva, do Solidariedade, defende o texto.

*Com informações do repórter Levy Guimarães