Descobertas perturbadoras que contradizem livros de História

Descobertas perturbadoras que contradizem livros de História

Quase todos os anos, os cientistas fazem novas descobertas que muitas vezes contradizem o que está escrito nos livros didáticos de História. Algumas deles mudam fundamentalmente o nosso conhecimento

Leia tudo

Quase todos os anos, os cientistas fazem novas descobertas que muitas vezes contradizem o que está escrito nos livros didáticos de História. Algumas deles mudam fundamentalmente o nosso conhecimento sobre a Terra. Reunimos 8 fatos surpreendentes que irão fazer você repensar todo o seu sistema de conhecimento.

1. Homens pré-históricos e dinossauros coexistiram.

Em 2012, no condado de Dawson, Montana, o paleontólogo Otis E. Kline, Jr. descobriu um chifre de triceratops. Após uma investigação minuciosa, cientistas alegaram que o chifre pode ser datado de cerca de 33.500 anos atrás. Esta evidência contradiz fortemente o fato bem conhecido de que os dinossauros morreram há cerca de 65 milhões de anos. Esta descoberta torna possível a coexistência de homens e dinossauros pré-históricos .

2. A Antártida era um paraíso tropical.

Embora hoje 98% da Antártida esteja coberta de gelo sólido, os cientistas pensam que, há 50 milhões de anos, o pólo sul era uma ilha tropical .Tendo explorado o território, eles encontraram os restos fossilizados de plantas termófilas – baobás e samambaias -, bem como o antigo réptil ictiossauro, que vivia em áreas quentes. Essa incrível descoberta permitiu concluir que, há mais de 50 milhões de anos, o lugar mais frio e desolado da Terra estava coberto de palmeiras e praias de areia branca.

3. Os romanos descobriram a América.

Há sugestões de que os romanos desembarcaram na América muito antes de Colombo. Em 1933, uma minúscula escultura de cabeça foi encontrada em um prédio antigo no México. As características faciais da cabeça combinam com os artefatos romanos criados no século II a.C., e não se parecem com as obras de artistas locais da época.Os arqueólogos também encontraram uma coleção de vasos romanos do século III na baía de Guanabara, perto do Rio de Janeiro. Esta pode ser uma prova muito forte do fato de que a América foi descoberta pelos romanos.

4. Esferas de pedra gigante na Costa Rica

Outro mistério não resolvido que desconcerta muitos cientistas é a origem das gigantescas esferas de pedra encontradas na Costa Rica. Sua forma é perfeitamente redonda, e elas são feitos de diferentes materiais: pedra calcária, arenito e rocha magmática. Seu peso aproximado é de 16 toneladas cada.As pedras formam figuras diferentes no chão: triângulos, linhas e arranjos astronômicos. No entanto, o uso pretendido ainda é desconhecido, e as civilizações antigas não nos deixaram nenhuma sugestão.

5. Onde mais as pessoas criaram pirâmides?

As pirâmides egípcias talvez sejam as mais imensas e singulares estruturas no planet. Porém, em 2015, o arqueólogo amador Semir Osmanagić fez uma descoberta sensacional: as pessoas construíam pirâmides na Bósnia muito antes da construção das Pirâmides de Gizé.Os maiores pesquisadores do mundo foram céticos quanto à descoberta e até a chamaram de pseudoarqueológica. Eles alegaram a colina de Visočica é nada mais que uma formação natural. Osmanagić discorda firmemente. E quem sabe? Talvez algum dia ele encontre fortes provas para sua teoria.

6. Lingotes da legendária Atlântida

A existência da lendária Atlântida ainda incomoda muitos cientistas e arqueólogos. No entanto, uma descoberta recente pode acabar com essa disputa interminável. O mergulhador Franco Cassarino fez uma descoberta incrível perto da costa de Gela, na Sicília: 39 lingotes sob um naufrágio de 2.600 anos.Os especialistas provaram que os lingotes eram feitos de oricalco, uma fusão rara de rochas derretidas. Arqueólogos afirmam que a descoberta prova a existência de uma antiga nação próspera. Segundo Platão, oricalco era valioso e encontrado em muitas partes da lendária Atlântida na antiguidade.

7. A arte antiga pode provar que os asiáticos descobriram a América.

Em vários estados dos EUA, cientistas encontraram milhares de desenhos feitos em pedra. Alguns deles foram identificados como antiga escrita chinesa. Os pesquisadores concluíram que os asiáticos estiveram presentes na parte norte dos EUA modernos em torno de 1300 a.C. – muito mais cedo do que Colombo ou mesmo os romanos.

8. Vida em Marte

“Existe vida em Marte?” é uma pergunta extremamente popular. Descobertas recentes podem ajudar os cientistas a chegar a um acordo sobre o assunto. Os pesquisadores descobriram que parte da superfície do planeta vermelho já foi coberta por um enorme oceano.Os dados dos satélites artificiais e dos Mars Rovers confirmam que Marte costumava ter uma temperatura maior na superfície e estava coberto de água. Este novo dado sugere que Marte poderia ter sido habitado há milhões de anos.

Bônus: as origens do levantamento de peso

É amplamente acreditado que o levantado de peso se originou nos EUA no final da década de 1950. No entanto, a origem deste esporte se estende até a época grega e romana. Milo de Crotona era um lutador grego famoso por sua incrível força e habilidades de luta. De acordo com a lenda, Milo pegou um pequeno bezerro e decidiu carregá-lo aos ombros. Ele fazia isso quase todos os dias até que o bezerro se tornou um touro crescido. Muitos acreditam que esta lenda pode marcar a origem do levantamento de peso moderno.
Fonte:BrightSide