Deltan: entre “esquerdista estilo PSOL” e algoz de Lula

Merval Pereira está perplexo, e com razão:

“A disputa ideológica que transforma em um fla-flu o exercício da política provoca contradições inevitáveis, já que as reações nada têm de lógicas, são emocionais e imediatistas.

De defensor incondicional da Lava-Jato, a partir da investigação envolvendo seu filho Flavio, suspeito de desviar dinheiro dos funcionários de seu gabinete em benefício próprio, Bolsonaro entrou em choque branco com o ministro Sergio Moro devido a críticas do presidente do Coaf à proibição de investigação sem autorização judicial. Pedido da defesa de Flavio que foi acolhido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Já o choque com o procurador Deltan Dallagnol, que usou o twitter para elogiar as investigações sobre Queiroz, o assessor de Flavio acusado de ser seu operador, foi frontal. O perfil oficial de Bolsonaro no Facebook compartilhou um post chamando o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava-Jato de ‘esquerdista estilo PSOL’.

Ora, como é possível um procurador ser chamado de ‘esquerdista’ por um lado, e acusado pelo outro de algoz do ex-presidente Lula?”

SUSPEITOS DE ATAQUE HACKER PRESOS. QUEM PAGOU PARA DESTRUIR A LAVA JATO? SAIBA MAIS AQUI
você pode gostar também