Com especulação de Gabigol no Sevilla, comentaristas veem permanência no Flamengo como melhor para o atleta

O Flamengo está buscando fazer sua última contratação visando o restante da temporada. O clube negocia com o centroavante Mario Balotelli, que está sem clube. No entanto, tem saído muitos rumores na imprensa italiana e espanhola, sobre a tentativa da Inter de Milão negociar Gabriel Barbosa com o Sevilla, da Espanha. O assunto foi discutido no programa Debate, do Coluna do Fla.

Os comentaristas Cristiano Oliveira e Rodrigo Antunes falaram sobre o tema, que foi assunto nas redes sociais e em parte da imprensa durante toda a quarta-feira (07). Cristiano garantiu que o Gabigol, artilheiro do Flamengo na atual temporada, com 22 gols em 33 jogos, vale o investimento de cerca de R$ 18 milhões de euros ( algo em torno de R$ 80 milhões na cotação atual). Além disso, ele disse que seria melhor para o atleta continuar defendendo o Fla.

Com o futebol apresentado, atualmente vale o investimento no Gabigol. Vou falar uma coisa: não trocaria o Flamengo pelo Sevilla não. A oportunidade de estar no Flamengo é única. Apesar do Sevilla disputar grandes competições sempre e ter um time bem ajustado, mas, hoje, com o projeto que o Flamengo tem, não sairia do Flamengo. Principalmente o Flamengo tendo a prioridade de compra do Gabigol no fim do ano -, disse Cristiano.

Agora, o comentarista Rodrigo Antunes exaltou o time espanhol, mas foi na mesma linha de raciocínio que Cristiano Oliveira. Para Antunes, Gabigol tem que avaliar melhor o seu destino, para que não cometa o mesmo equívoco indo para equipes que não encaixem com o seu futebol. O comentarista, por fim, ponderou que entre Flamengo e Sevilla, seria melhor o atacante permanecer no Rio de Janeiro.

Flamengo na cabeça. Lógico que ir para a Europa seria um sonho, aquela coisa toda… Mas eu não iria para o Sevilla. Tem algo que os jogadores têm pensar: por que alguns jogadores não dão certo? Exatamente pelo time que estão indo. Às vezes, a filosofia do time não vai encaixar com o que ele à disposição como qualidade técnica e tática -, disse o comentarista, antes de prosseguir:

Ele foi para a Inter, não conseguiu se adaptar, foi para o Benfica, também não conseguiu desenvolver o futebol dele. Acredito que jogar em um time como o Sevilla não é muito o estilo do Gabigol, apesar do futebol espanhol ser melhor que na Itália e em Portugal, é mais jogado, tem mais detalhes técnicos. Para o Sevilla, não iria encaixar. Se fosse para um outro time, em um nível mais avançado, poderia até considerar. Mas não vejo o Sevilla sendo esse bom time para poder recebê-lo não -, finalizou Rodrigo Antunes.

Assista ao programa na íntegra:

você pode gostar também