Caravana de Sem Terras em direção a POA por Lula atacam família em cidade no Paraná

Caravana de Sem Terras em direção a POA por Lula atacam família em cidade no Paraná

O que seria um grupo sem-terra, segundo a polícia, com aproximadamente cem pessoas, invadiu a casa, deixando seis pessoas feridas.Ainda segundo a polícia, parte da casa, um galpão e um carro for

Leia tudo

PARANÁ - O fim de semana foi violento em Paula Freitas, perto de União da Vitória. Sem-terra teriam invadido e destruído parte de uma fazenda, além de deixar os fazendeiros amarrados. As informações são do Bom Dia Paraná e da Gazeta do Povo.

O que seria um grupo sem-terra, segundo a polícia, com aproximadamente cem pessoas, invadiu a casa, deixando seis pessoas feridas.
Ainda segundo a polícia, parte da casa, um galpão e um carro foram destruídos com um trator da própria fazenda e, durante duas horas, toda a família, inclusive duas crianças, ficou amarrada, com fios de luz e cordas.Os quatro policiais que foram até o local, por não terem como dispersar os sem-terra, teriam aceito os argumentos deles e acabaram prendendo as pessoas que estavam como reféns.José Luiz Estácio, e seu irmão, João Valter, tiveram vários ferimentos e receberam atendimento médico no hospital de Paula Freitas.O prefeito de União da Vitória, Hussein Bakri (PSDB) pediu reforço policial na região, com medo que o conflito se espalhe. O líder do MST no Paraná, José Damasceno, não tinha conhecimento do conflito e afirma que não é prática do movimento atacar famílias de pequenos agricultores.