Borja ganha apoio e busca o primeiro gol em clássico pelo Palmeiras

Borja ganha apoio e busca o primeiro gol em clássico pelo Palmeiras

Defendido por Roger Machado na entrevista de sexta, Borja deve ser mantido como titular do Palmeiras no jogo contra o Santos, neste domingo, às 17h (de Brasília), no Allianz Parque. Com um gol em

Leia tudo

Defendido por Roger Machado na entrevista de sexta, Borja deve ser mantido como titular do Palmeiras no jogo contra o Santos, neste domingo, às 17h (de Brasília), no Allianz Parque. Com um gol em quatro partidas no Paulistão, o centroavante tenta marcar pela primeira vez em um clássico pelo Verdão - foram seis partidas contra os maiores rivais no último ano, e ele passou em branco em todas.
Foram dois duelos contra o Santos (uma vitória e uma derrota), dois contra o São Paulo (uma vitória e uma derrota) e dois contra o Corinthians (duas derrotas). Nesta sequência, o colombiano foi titular duas vezes e em outras quatro saiu do banco de reservas, com um total de 278 minutos jogados, de 540 possíveis. Isto significa que, em média, o camisa 9 teve apenas um tempo para jogar por partida.

Ele atuou durante os 90 minutos apenas nas duas vezes em que começou jogando - a vitória sobre o Santos na Vila Belmiro, pelo Paulista de 2017, e a derrota para o Corinthians em Itaquera, no último Brasileiro. Borja estará mais uma vez entre os 11 titulares nesta tarde, mas sabendo que precisa apresentar mais para mudar a atual sequência: neste Paulista, ele foi substituído nas últimas três partidas.

Durante os preparativos na semana, Roger Machado chegou a testar o time com Keno, mas depois deu a entender que a intenção é continuar com o centroavante no time. O problema é que ele começará a ter a disputa de Gustavo Scarpa, além do rápido atacante.

Nenhum dos dois concorrentes citados fazem a função do camisa 9, mas a entrada de qualquer um deles implicaria na mudança de posição de Willian, saindo do lado direito para transformar-se na referência. 

Roger defende que ainda não é o momento de fazer esta mudança. Mas tendo especialmente Scarpa à disposição - ele foi relacionado pela primeira vez -, a concorrência só cresce, deixando Borja mais ameaçado. A melhor resposta ele sabe bem qual é: gols. É o que os mais de 35 mil palmeirenses que estarão no Allianz Parque esperam ver do colombiano.
- Fonte: LANCE!Net