Bolsonaro supera petistas e este é o mais influente nas redes, diz pesquisa

Bolsonaro supera petistas e este é o mais influente nas redes, diz pesquisa

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) foi o parlamentar mais influente nas redes sociais em 2017, segundo estudo do Instituto FSB Pesquisa. O deputado obteve 21,5 milhõ

Leia tudo

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ) foi o parlamentar mais influente nas redes sociais em 2017, segundo estudo do Instituto FSB Pesquisa. O deputado obteve 21,5 milhões de interações, em 1.682 postagens –ou seja, 11% de todas feitas com parlamentares foram com o pré-candidato.Mas se ele e o correligionário Marco Feliciano (PSC-SP) estão no top três dos mais influentes (o paulista fica com a terceira posição), o ranking dos dez mais é dominado por petistas: seis do partido aparecem entre os que obtiveram maior interação.O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) é o segundo colocado geral, e Lindbergh Farias (PT-RJ), o senador mais influente, aparecendo em quarto lugar na lista.Além deles, estão no topo também os deputados Décio Lima (PT-SC), em quinto, Marco Maia (PT-RS), em sétimo, e os senadores Gleisi Hoffmann (PT-PR), em nono, e Humberto Costa (PT-PE), fechando o ranking.Figuram ainda na lista principal os deputados Jandira Feghali (PCdoB-RJ), em sexto, e Delegado Francischini (SD-PR), em oitavo.Se forem levadas em conta apenas as atuações de deputados federais nas redes, porém, o pêndulo pesa para o lado do PSC, com quatro parlamentares entre os dez mais influentes: além de Jair Bolsonaro e Feliciano, aparecem Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) em oitavo, e Irmão Lazaro (PSC-BA) em nono.

A pesquisa utilizou publicações dos deputados e senadores de 2 de fevereiro a 31 de dezembro de 2017. O ranking é baseado no número de seguidores, quantidade de publicações, alcance e engajamento (curtidas, comentários e compartilhamentos). O instituto pertence à FSB Comunicação, agência que tem contratos com órgãos públicos, entre eles o governo federal.Foram analisadas 549 mil postagens, que geraram 185 milhões de interações, sendo 94,5% no Facebook e apenas 5,5% no Twitter.Segundo o instituto, os parlamentares petistas também dominaram as interações, sendo seguidos pelo PSC de Bolsonaro: foram aproximadamente 58,3 milhões para o primeiro e 42,1 para o segundo.O MDB, partido do presidente Michel Temer e dono da maior bancada do Congresso, aparece apenas em oitavo lugar entre os partidos mais influentes nas redes. O PSDB fica em sexto lugar, atrás de Solidariedade, PC do B e Podemos, todos partidos com bancadas menores.O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) aparece em 113º lugar na listagem geral e 86º entre os deputados. Eunício Oliveira (MDB-CE), presidente do Senado, fica em 531º lugar no ranking principal e em 79º entre os senadores –à frente apenas de Ivo Cassol (PP-RO) e Roberto Muniz (PP-BA), que não fizeram postagens, de acordo com a FSB.