Bolsonaro e o gasto de energia

Depois de se recusar a falar com os jornalistas na saída do Palácio da Alvorada, Jair Bolsonaro usou o Twitter para anunciar algumas medidas tomadas pelo governo.

Além de mudar de ideia e defender o cumprimento do teto de gastos, ele destacou “projetos para reduzir gasto com energia elétrica no setor público”.

“Revisão de contratos e geração de energia solar diminuirão custos em até 90%. A ideia é mudar o consumo com instalação de micro usinas fotovoltaicas nos prédios anexos da Esplanada dos Ministérios”, tuitou o presidente. 

Segundo Bolsonaro, “as medidas fazem parte da iniciativa Esplanada Sustentável, que tem como objetivo promover a adoção de modelos de gestão voltadas ao uso racional de recursos naturais e à sustentabilidade ambiental e socioeconômica”. 

“Estamos fazendo a parte que cumpre ao Poder Executivo Federal no enxugamento da máquina pública”, concluiu.

A PF ESTÁ NA MIRA. SERGIO MORO TAMBÉM. Leia aqui
você pode gostar também