Bolsonaro critica vandalismo em protestos contra o governo: ‘Nunca foi por saúde’

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais na madrugada deste domingo, 4, para criticar o vandalismo durante as manifestações antigovernamentais. Os casos ocorreram em São Paulo neste sábado, quando alguns manifestantes colocaram fogo em uma agência do banco Santander, saquearam pontos de ônibus e entraram em confronto com policiais.

A Polícia Militar informou nas redes sociais que forças de segurança e equipes de bombeiros estavam trabalhando na região da Consolação, na cidade de São Paulo, para conter os saques. Em publicação no Twitter, Bolsonaro afirmou que nunca foi por saúde ou democracia, sempre foi pelo poder. Nenhum genocídio é mencionado.

Nenhuma escalada autoritária ou ações não democráticas são citadas. Nenhuma ameaça à democracia é avisada. Nenhuma busca ou apreensão será realizada. Nenhum segredo é quebrado. Lembre-se: nunca se tratou de saúde ou democracia, mas de poder! poder, disse ele, refutando as alegações de genocídio e omissão na pandemia.

Os protestos contra o atual governo ocorreram em pelo menos 347 municípios do país e são pacíficos na maioria das cidades. A manifestação daquele sábado foi o terceiro ato contra o presidente. Além do impeachment de Jair Bolsonaro, os participantes também pediram mais vacinas contra Covid-19.