Black Friday 2020: O que esperar das vendas durante a pandemia? 

Com a pandemia de coronavírus, os hábitos de consumo dos brasileiros mudaram e o aumento de compras pela internet cresceu de forma vertiginosa. Além disso, as lojas físicas passaram a ter novas regras de horário e limitação de clientes. Agora, como todas essas mudanças afetam a Black Friday 2020?

A previsão é de que para este ano, a compra pelos aplicativos também aumente. Segundo uma pesquisa realizada pela AppsFlyer, a América Latina está na frente no ranking de instalações de aplicativos de e-commerce.

A receita de compras via aplicativos no Brasil, segundo a pesquisa, cresceu 125,4% entre março e junho deste ano. Ou seja, os brasileiros estão cada vez mais comprando por meio de apps, e o hábito foi fortificado devido ao período de quarentena.

De acordo com dados da Ebit Nielsen, empresa que classifica a reputação das lojas virtuais via pesquisas com consumidores, em 2019 as vendas online durante a Black Friday superou cerca de R$ 3,2 bilhões. A expectativa da Ebit é de que, para esse ano, o valor deve crescer 20% comparado ao ano passado.

Ou seja, os brasileiros tenderão a adquirir mais produtos pelos meios digitais. Desde março, no início da pandemia, mais de 85% dos brasileiros conectados ao mundo digital no país realizaram compras online. Por conta disso, a projeção do comércio é de que esse fator continue.

Já as compras nas lojas físicas devem sofrer um impacto este ano. Uma pesquisa realizada pela McKinsey & Company aponta que 30% dos entrevistados pretendem passar menos tempo dentro das lojas. Já outros 26% afirmaram que só utilizam o comércio quando necessário.

Ou seja, os hábitos de consumo dos brasileiros tem apresentado mudanças. O impacto direto na Black Friday só poderá ser sentido após a edição deste ano.

Ademais, é necessário frisar que os comércios que estão abertos necessitam cumprir as regras de abertura. O uso de máscaras, álcool gel e o distanciamento social, por exemplo, no interior do estabelecimento são obrigatórios.

É importante que o consumidor esteja atento aos horários de funcionamento das lojas.

Consulte os órgãos municipais e estaduais para entender que horas o comércio está aberto em sua cidade. Nesse sentido, evita-se a aglomeração desnecessária nas ruas e lojas.

É preciso estar atento durante a Black Friday

Os consumidores que planejam adquirir algum item durante a Black Friday precisam estar atentos a variação de preços. A dica é realizar uma pesquisa em diversas lojas online antes de efetuar a compra.

É preciso estar atento também aos descontos fantasmas. Desconfie caso o preço de algum produto esteja em um valor exageradamente abaixo do padrão.