Augusto Nunes diz que Gilmar Mendes deveria ‘dar voz de prisão’ a coordenador do MST em live

O jornalista Augusto Nunes, da rádio Jovem Pan, criticou a participação do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federalista (STF), em uma live na internet com João Pedro Stedile, um dos coordenadores do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terreno (MST).

A transmissão ao vivo com a presença do ministro ocorreu na noite desta última sexta-feira (14). O evento online foi simples pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz.

“Gilmar deveria fazer uma única coisa nessa live se fosse um ministro interessado em não ter vergonha ao se olhar no espelho: dar voz de prisão ao Stedile, espargido estuprador do recta de propriedade. Esse estuprador vai confraternizar com o ministro e provavelmente subscreverão o mesmo entendimento quanto a várias questões. Não dá para entender, um deles está inexacto ou os dois. Eu opto por essa hipótese”, disse Augusto Nunes.

Ainda de congraçamento com o jornalista, o STF “supostamente” existe para tutorar a Constituição e interpretar corretamente qualquer matéria constitucional que gere dúvidas.

Já o MST, na visão dele, é uma “organização ilícito, que ninguém sabe quem é o responsável por ela”.

Por isso, segundo Nunes, Gilmar estaria desrespeitando a Constituição ao participar dessa transmissão ao vivo com Stedile.