Amadurecido, Victor Luis cita “segredo” para sucesso do Palmeiras

Amadurecido, Victor Luis cita “segredo” para sucesso do Palmeiras

Após duas temporadas atuando emprestado ao Botafogo, o lateral esquerdo Victor Luis se vê mais amadurecido neste retorno ao Palmeiras. Titular em quatro das cinco partidas que o time já disputou em

Leia tudo

Após duas temporadas atuando emprestado ao Botafogo, o lateral esquerdo Victor Luis se vê mais amadurecido neste retorno ao Palmeiras. Titular em quatro das cinco partidas que o time já disputou em 2018, o jogador vem ocupando a vaga para a qual Diogo Barbosa, ex-Cruzeiro, foi contratado.
“O ano que eu tive em 2017 no Botafogo foi de amadurecimento”, afirmou, durante participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, neste domingo. Enquanto o amigo e concorrente se recupera de um entorse no tornozelo esquerdo, Victor Luis atribui o bom momento da equipe à união dentro do elenco alviverde.

“A relação é muito boa, o ambiente é positivo. Isso que está trazendo resultados. Quem não joga torce para o companheiro ir bem. Ter grandes jogadores e um torcendo pelo sucesso do outro é o grande segredo”, revelou.

De acordo com o lateral, a maneira como o técnico Roger Machado vem conduzindo os trabalhos neste início de temporada também contribui para a campanha de 100% de aproveitamento em cinco partidas pelo Campeonato Paulista.

“Parece que temos um irmão no comando, trazendo coisas novas para o futebol, atualizando sempre os trabalhos do dia a dia. É difícil estar no comando de um grupo e tê-lo não mão. O dia a dia é muito legal, isso que traz o grupo para perto dele”, avaliou.

Indagado sobre quanto tempo mais o time alviverde precisará para estar pronto técnica e fisicamente, Victor Luis preferiu não estimar um prazo. “É difícil falar. O Roger é um cara excepcional, o trabalho dele é muito bom. Dia após dia o grupo vai encorpando, o time vai ganhando as qualidades para cada partida. Tenho certeza que as coisas só têm a melhorar”, disse, confiante.

O lateral, no entanto, alerta para a importância da concentração da equipe durante os jogos. Usou como exemplo a vitória do Palmeiras por 2 a 1 sobre o Santos, no último domingo, no Palestra Itália. Na ocasião, o time da casa abriu 2 a 0, com gols de Antônio Carlos e Borja, mas viu os visitantes ameaçarem o triunfo quando o veterano Renato diminuiu o placar na etapa complementar.

“Achei que estávamos próximos do terceiro antes de tomar o gol. E acabamos tomando. Em clássico não dá para vacilar, porque em qualquer outra jogada você acaba levando outro e sai com o gosto amargo de empate”, encerrou Victor Luis.

Com 15 pontos ganhos em cinco rodadas e líder isolado do Grupo C do Campeonato Paulista, o Palmeiras defenderá o seu aproveitamento de 100% em 2018 diante do Mirassol, no próximo sábado, às 19 horas (de Brasília), na condição de visitante.
 - Fonte: Gazeta Esportiva